break seeds and grow

a viagem não acaba nunca.  só os viajantes acabam.  e mesmo estes podem prolongar-se em memória, em lembrança, em narrativa. quando o visitante sentou na areia da praia e disse:
“não há mais o que ver”, saiba que não era assim. o fim de uma viagem é apenas o começo de outra. é preciso ver o que não foi visto, ver outra vez o que se viu já, ver na primavera o que se vira no verão, ver de dia o que se viu de noite, com o sol onde primeiramente a chuva caía, ver a seara verde, o fruto maduro, a pedra que mudou de lugar, a sombra que aqui não estava. é preciso voltar aos passos que foram dados, para repetir e para traçar caminhos novos ao lado deles. é preciso recomeçar a viagem. sempre.
– Saramago.

Tags: , ,

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s


%d bloggers like this: