porcelain

eu sentei no meu confortável sofá, a fumaça do café quente na mesa em frente desenhava figuras imaginárias no ar. era a calmaria que precede a tempestade que eu estava saboreando.

nesse momento, todos deveriam estar cobertos com suas mantas, no conforto do sono, esquecidos dos problemas do mundo.

o silêncio que cobre o ambiente é interrompido apenas por gotas que insistem em cair lá fora, com uma cadência própria, criando uma melodia singular. a chuva, devagar, cobria a terra com uma camada de suave inocência. e foi enquanto a chuva caia que percebi que nada poderia me tocar.

e, de repente, com o acorde final, a chuva parou.

Tags: ,

One Response to “porcelain”

  1. Says:

    Queridona,
    Seu blog tá muito gostoso de ler e ver…
    congratulaciones!
    besos!

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s


%d bloggers like this: